reprodução automática próximo vídeo em 5s

Sal em recipiente que acumula água evita mosquito; veja dicas de agente

A agente de zoonoses Solange Maria de Oliveira, 31, conta como é o seu cotidiano, em São Paulo, na luta contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Há sete anos atuando junto à comunidade, Solange faz parte da equipe que visita as casas para detectar focos do mosquito e ensinar à população como evitá-los ou tratá-los. Uma das grandes indicações é aplicar sal de cozinha em recipientes que eventualmente acumulam água, como pratinhos que ficam sob vasos de plantas e pneus. Quando um foco do Aedes é detectado, antes de retirar a água, é preciso jogar o sal para que larvas e possíveis ovos sejam mortos. "Se isso não é feito, mesmo depois do recipiente seco, os ovos sobrevivem por até um ano", explica. Leia mais

UOL Cursos Online

Todos os cursos