reprodução automática próximo vídeo em 5s

"Não me cobro para lançar sucessos eternamente", diz Lulu Santos

Longe das paradas, Lulu Santos tanto nasceu para ser "hitmaker" que ainda hoje, na supremacia do "funknejo", o apelido insiste em rondar sua platinada figura. E ele não está nem aí. Em seu novo álbum, "Baby Baby!", escolheu tocar apenas sucessos de terceiros. No caso, os da amiga Rita Lee, outra autoridade no ofício. Mas os tempos eram outros. "Talvez fique uma cobrança de fazer isso [hits] mais ou eternamente. A mim não passa isso. Não sinto isso", afirma ao UOL Lulu, que decidiu homenagear a ex-vocalista dos Mutantes após devorar "Rita Lee - Uma Autobiografia", editada no ano passado. A inspiração deu luz a um disco retrospectivo com arranjos que resvalaram no rock, blues, bossa, raggae trap music e até no funk carioca.



UOL Cursos Online

Todos os cursos