reprodução automática próximo vídeo em 5s

Mulher com deficiência ganha direito de participar de concurso público

O Tribunal de Justiça de Pernambuco concedeu dois mandados de segurança para que Maria Eugênia Bispo possa continuar a concorrer a uma vaga para escrivã da Polícia Civil. Ela passou por algumas fases do concurso, mas teve o sonho de ingressar na corporação interrompido quando informaram que ela estava desclassificada por ter dificuldade para se locomover. Só que Eugênia estava concorrendo justamente às vagas para pessoas com deficiência. "Eu adaptei o meu atestado, eles aceitaram no dia, me deixaram fazer as provas, depois veio a reprovação", disse Maria Eugênia, ciente de que esse é só mais um desafio a ser ultrapassado.



UOL Cursos Online

Todos os cursos