reprodução automática próximo vídeo em 5s

"Houve um erro de julgamento", aponta ministro Zavascki

O ministro Teori Zavascki apontou um erro no julgamento do mensalão ao analisar os recursos de Breno Fischberg, que era corretor da empresa Bônus Banval. A defesa do réu pediu a redução de pena ao alegar desproporção com a pena atribuída a Enivaldo Quadrado, seu sócio na Bônus Banval. "O tratamento discriminatório revela de alguma forma que houve um erro de julgamento. Ou se beneficiou um réu ou se prejudicou um réu. Porque se deu para os mesmos fatos consequências jurídicas diferentes", disse o ministro. Ainda assim, ele rejeitou o recurso de Fischberg porque avalia que não cabe aos embargos declaratórios corrigir essa questão. Fique por dentro de todas as notícias sobre o julgamento do mensalão



UOL Cursos Online

Todos os cursos