reprodução automática próximo vídeo em 5s

Fifa: Um mar de lama

O ensejo da escolha das sedes da Copa do Mundo de 2018, na Europa, e 2022 fora do velho Continente,aumenta o mar de lama que parece querer submergir toda da Fifa. As medidas tomadas por Blatter parecem mais com jogar a sujeira embaixo do tapete. Punições que não têm grande peso a ponto de levanter a revolta do COI. Confira o comentário de Claudio Carsughi.