reprodução automática próximo vídeo em 5s

Em Caruaru, MPPE pede suspensão de contrato com empresa do São João

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) ajuizou uma ação cautelar antecedente, com pedido de tutela de urgência, em desfavor do município de Caruaru, no Agreste, e da Fundação de Cultura e Turismo da cidade, pedindo que a prefeita Raquel Lyra (PSDB), o presidente da fundação, Lúcio Omena, e a empresa contratada para a produção executiva do São João 2017, Branco Promoções, sejam compelidos a suspender qualquer ato executório do contrato realizado para a festa. A Justiça deu um prazo de 10 dias para que as partes se manifestem.



UOL Cursos Online

Todos os cursos