reprodução automática próximo vídeo em 5s

Decisão do Senado não afronta Supremo, diz Jorge Viana

Após decisão do Senado de não obedecer a decisão liminar do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello e manter Renan Calheiros (PMDB-AL) na presidência do Senado, o vice-presidente da Casa, Jorge Viana (PT-AC), que assumiria o posto na ausência de Renan, disse que "a decisão da Mesa não afronta com o Supremo". Leia a matéria completa no UOL Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos