reprodução automática próximo vídeo em 5s

Câmera grudada no dorso revela olhar de 'baleia cinegrafista' na Antártida

Você provavelmente nunca viu a Antártida desta forma: pelos olhos de uma baleia. Câmeras foram presas ao dorso de animais das espécies minke e jubarte como parte de um novo estudo da ONG World Wildlife Fund (WWF) em parceria com a Universidade Estadual do Oregon, nos Estados Unidos. Por meio de ventosas, os equipamentos ficaram grudados de 24 a 48 horas e registraram como elas se alimentam, socializam e se comportam em meio às mudanças climáticas. A pesquisa vai ajudar a reunir dados sobre os animais e seu habitat e contribuir para esforços de preservação às mudanças climáticas.Visite o UOL Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos