reprodução automática próximo vídeo em 5s

Bolsonaro como réu: Cultura do estupro e o discurso de ódio

"Os pitbulls estão soltos. O estrago já está feito. Vamos pagar o preço, nesta geração e na próxima geração, pelos seguidores dessas posições políticas violentas", afirma Guilherme Boulos, coordenador do MTST.

O Havana Connection, 19a edição, tratou da decisão do Supremo Tribunal Federal que aceitou denúncia de incitação ao crime de estupro e transformou o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) em réu de uma ação penal. Bolsonaro havia declarado, no Congresso Nacional, que não estupraria a deputada Maria do Rosário porque ela "não merece", repetindo o conteúdo em uma entrevista.

Segundo os ministros que avaliaram a denúncia, apresentada pela Procuradoria Geral da República, Bolsonaro não estava respaldado por imunidade parlamentar porque o ocorrido não teve relação com o exercício de seu mandato. Segundo o relator Luiz Fux, a mensagem que ele proferiu significa que há mulheres em posição de merecimento de estupro. "A violência sexual é um processo consciente de intimidação pelo qual as mulheres são mantidas em estado de medo."

Este programa conta com a presença do coordenador do MTST Guilherme Boulos, do deputado federal Jean Wyllys e da jornalista Laura Capriglione e é mediado pelo jornalista Leonardo Sakamoto.

UOL Cursos Online

Todos os cursos